CURSO DE EXTENSÃO DE FORMAÇÃO BÁSICA EM LINGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS) – BASICO II

APRESENTAÇÃO:

Leia atentamente as instruções antes de preencher a sua inscrição.

AS INSCRIÇÕES FORAM PRORROGADAS PARA ATÉ O DIA 25/09/2017. CONSEQUENTEMENTE A DATA DE INÍCIO TAMBÉM. INSCRITOS FAVOR ACOMPANHAREM AS INFORMAÇÕES .

Clique aqui para acessar o formulário de inscrição do curso.

A comunicação é uma das principais ferramentas para o desenvolvimento do ser humano, já que sem a comunicação jamais teríamos conquistado tanta evolução. Nesse caso, e por conta da comunicação, todo o processo da evolução é permeado por essa nossa capacidade.

As pessoas surdas enfrentam historicamente grandes dificuldades de inserção educacional. Estas dificuldades são, em grande parte, decorrentes das condições de comunicação:

A sociedade em geral utiliza o canal oral-auditivo como principal veículo de comunicação, enquanto as pessoas surdas, que representam uma minoria nesta mesma sociedade, utilizam-se do canal visual-espacial. Isto porque os ouvintes aprenderam a se comunicar oralmente, utilizam a língua oral materna de seus pais, enquanto os surdos aprenderam a utilizar a língua de sinais também natural dos seus pais, isto, no caso de crianças surdas filhos de pais surdos. No caso de crianças surdas filhas de pais ouvintes, a situação se torna mais grave porque a comunicação entre ambos é fraca, isto ocorre devido à incompatibilidade lingüística.

A chegada de alunos com deficiência (sensorial, física, mental) Altas Habilidades/ Superdotação aos cursos de graduação das universidades públicas têm revelado a necessidade emergencial de que os aspectos educacionais relacionados ao processo de atendimento acadêmico deste grupo sejam trazidos ao debate buscando oferecer condições mínimas de acesso e permanência dessa população no meio universitário.

Dessa forma, destaca-se a necessidade da capacitação do corpo técnico-administativo e docente para o atendimento do aluno com alguma deficiência e também dos discentes, especialmente dos cursos onde esses alunos encontram-se inseridos, para a promoção da acessibilidade e equiparação de oportunidades.

Temos atualmente 08(oito) alunos surdos matriculados em diversos cursos da Universidade, sendo 5(cinco) na graduação e 5 (três) na pós-graduação. Para atender a demanda destes universitários, é necessária a adoção de medidas para a eliminação de barreiras atitudinais e de comunicação enfrentadas diariamente com colegas e professores.

Objetivo: O presente projeto tem como objetivo principal promover ações voltadas para políticas educacionais inclusivistas que resultem na promoção do acesso e permanência do aluno surdo nos cursos de Graduação e Pós-graduação oferecidos pela UFU e da rede pública de ensino, assim como também garantir a qualidade do processo de ensino e aprendizagem implementado por este aluno, garantindo, ao final deste processo sua inclusão social, competente e produtiva.

Período: 20/09 a 20/12/2017

Vagas: 30 alunos.

Público Alvo: Comunidade interna da UFU(docentes, técnicos e discentes) e professores da rede pública de ensino.

Requisitos Básicos:

Ter conhecimentos básicos de Libras:

- Disciplina de Libras I

- Certificado de curso básico com no mínimo 60 horas

Enviar certificado de conclusão para o e-mail: cursobasico2cepae@gmail.com

Modalidade: Presencial

Carga Horária: 60horas - (6 horas /aulas semanais distribuidas nas quartas e quintas feiras)

Horário: 14 às 17 horas

CRONOGRAMA DAS AULAS

Setembro 20; 27 21; 28

Outubro 04; 11; 18; 25 05; 19; 26

Novembro 01; 08; 22; 29 09; 23; 30

Dezembro 06; 13; 20

Coordenação: Profª.Ms. Aparecida Rocha Rossi

Local de realização do curso: Universidade Federal de Uberlândia - Campus Santa Mônica