PROEXT

INCLUFU: Formação de Profissionais para atuar na escolarização de pessoas
com deficiências

APRESENTAÇÃO​ DO PROGRAMA

O Programa de Extensão Universitária (ProExt) é viabilizado pelo Ministério da Educação, criado em 2003, tendo como objetivo apoiar as instituições públicas de ensino superior no desenvolvimento de programas ou projetos de extensão que contribuam para a implementação de políticas públicas, abrangendo a extensão universitária com ênfase na inclusão social.

Em 2012 o CEPAE inscreveu o Programa intitulado INCLUFU: Formação de Profissionais para atuar na escolarização de pessoas com deficiências, tendo como Coordenadora a  Profª Drª Lazara Cristina da Silva, Docente da Faculdade de Educação e Coordenadora do Cepae, o qual foi aprovado para execução em 2013.

O Programa agrega sete grandes sub-projetos, presenciais e semipresenciais, sendo:

Curso básico para a formação de Instrutores de Língua Brasileira de Sinais, destinados a pessoas surdas da cidade e região que tenham a intenção de ampliar sua formação pedagógica e da Libras para o ensino da mesma a outras pessoas surdas e ouvintes da cidade e região – Será ministrado na modalidade Semipresencial;
- Curso básico e intermediário para a formação de Interpretes de Língua Brasileira de Sinais, destinado a pessoas ouvintes da cidade e região que tenham a intenção de ampliar sua formação pedagógica e da Libras para atuar na atividade de interprete da mesma em atividades escolares ou sociais, na cidade e região – Será ministrado na modalidade Semipresencial;
- Cursinho Preparatório para os processos seletivos de ingresso no Ensino Superior, destinado a atender alunos surdos da cidade ou região que estejam cursando ou tenham terminado de cursar o Ensino Médio. Paralelamente, este curso atuara na formação de futuros professores para atuar na Educação Básica em contextos de escolarização de estudantes surdos – Modalidade Presencial;
- Curso de Informática – Tecnologias Assistivas para professores da rede pública e pessoas cegas – Modalidade Presencial e Semipresencial;
- Curso de Braille e de Orientação e mobilidade que será ministrado para pessoas cegas ou com baixa visão,  e pessoas videntes,  professores da rede pública de Uberlândia e Região – Modalidade  Presencial;
-  Criação de material didático e pedagógico para o ensino de Libras a ser utilizado pela UFU na graduação, em cursos de extensão e qualificação para professores e profissionais da região. O objetivo é  desenvolver cursos semipresenciais de qualificação de profissionais para atuar nos processos de escolarização de estudantes cegos, com baixa visão e surdos, tendo no ultimo caso, a Língua Brasileira de Sinais como instrumento principal de mediação didático-pedagógica.
- Curso: Ensino da Língua Portuguesa para Pessoas Surdas - destinado a atender pessoas surdas da cidade ou região que tenham terminado de cursar o Ensino Médio, visando melhor conhecimento da língua portuguesa e a promoção da acessibilidade às informações.

Abrangência do Programa: Regional

Limite de Vagas: Limite por turma

Local de Realização: As Atividades do Programa serão realizadas na Universidade Federal de Uberlândia, no Campus Santa Mônica, ou nas dependências de outros órgãos parceiros.

Período de Realização: No decorrer do ano de 2013

Início das Inscrições: 18/02/2013 (a partir das 17h)

Término das Inscrições: 28/02/2013 (até 23h50)

Local das Inscrições: www.cepae.faced.ufu.br

Custo: Patrocinado pelo MEC, sem custos

CADA CURSISTA PODERÁ SE INSCREVER EM APENAS UM CURSO.

Público-Alvo:

- Público Interno da Universidade (docentes, técnicos-administrativos e alunos)
- Professores da rede pública de ensino (Municipal, Estadual e Federal)
- Usuários da Lingua Brasileira de Sinais (surdos), pessoas cegas ou com baixa visão, familiares e demais profissionais atuantes na área.

Parceria:

- Pró-reitoria de Extensão e de Assuntos Estudantis - PROEX.
- Faculdade de Educação da UFU - FACED
- Instituto de Psicologia da UFU - IPUFU
- Núcleo de Apoio a Diversidade Humana da Secretaria Municipal de Educação - NADH/SME
- Grupo de Estudos e Pesquisa Políticas e Práticas em Educação Especial